Jornal O PODER

Seja bem-vindo ao Jornal O PODER

Política e Mercado

Notícias

22 de jun | Jornal O PODER

Judicializando - Oposição quer impedir Motociatas de Bolsonaro

O ministro Alexandre de Moraes, vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), enviou ao Ministério Público Eleitoral uma petição do deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) que pede a investigação dos gastos do presidente Jair Bolsonaro (PL) com cartão corporativo durante as motonetas. Moraes despachou em um processo aberto a partir de representação do PDT, que analisa se Bolsonaro vem usando os desfiles de motocicletas organizados por apoiadores para fazer propaganda eleitoral antecipada.

EVENTOS NO NORDESTE
Apoiadores do presidente programaram "motociatas" para Caruaru, amanhã, 23/06 e para Campina Grande na sexta-feira (24/06). Véspera e dia de São João, respectivamente. O presidente programou visitar os dois maiores festejos juninos do Brasil nessas datas. Em Caruaru, será recebido pelo prefeito Rodrigo Pinheiro. Em Campina, pelo prefeito Bruno Cunha Lima. A agenda em ambas as cidades prevê visitas aos espaços onde se realizam os grandes eventos, com apresentações de artistas de renome nacional. A multidão faz parte do espetáculo.

AÇÃO
Só que dependendo do PSOL, as motociatas não vão acontecer. Pelo menos em Campina. Isso porque o advogado Olímpio Rocha (PSOL), pré-candidato a Deputado Estadual na Paraíba, ajuizou ação popular contra o Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, e contra a União, pedindo à Justiça Federal que proíba a realização de “motociata” em Campina Grande, no próximo dia 24, quando o mandatário estará na cidade, durante os festejos do Maior São João do Mundo.

CARUARU
Em Pernambuco, os pré-candidatos ao Governo, Anderson Ferreira, e ao Senado, Gilson Machado Neto, estão divulgando o evento, previsto para as 14h de amanhã, 23/06, a partir do Polo da Moda, nas proximidades de Caruaru.

CAMPINA
Conforme apoiadores de Bolsonaro, como o Deputado Estadual Cabo Gilberto, o pré-candidato a senador Bruno Roberto e o assessor especial Tércio Arnaud, todos do PL, os grupos de direita estariam organizando o passeio de moto em Campina Grande, a ser realizado na próxima sexta-feira, feriado de São João. Um dos organizadores do evento, é o pré-candidato a governador na Paraíba, o comunicador Nilvan Ferreira.

DO CONTRA
Na ação, Olímpio Rocha alega que a organização e realização do ato ferem a lei eleitoral, configurando verdadeira propaganda antecipada, além de macular as normas federais, estaduais e municipais que protegem a saúde pública, considerando que a pandemia de COVID-19 não acabou no país, estando numa crescente, com pessoas ainda sendo internadas nos hospitais da cidade.

DISTRIBUIÇÃO
A ação popular foi distribuída para a 2ª Vara Federal, em João Pessoa, já que o Supremo Tribunal Federal (STF) determina que ações que versem sobre a defesa da saúde pública, em caráter nacional, devem tramitar na capital do Estado em que são ajuizadas, estando conclusa para decisão liminar do juízo.

NR - Sem entrar no mérito das ações, se esses motivos forem acatados pela justiça, todas as pré-campanhas no País têm que ser imediatamente suspensas.