Jornal O PODER

Seja bem-vindo ao Jornal O PODER

Política e Mercado

Notícias

22 de jun | Luciano Buril

Artigo - Luciano Buril* - Por que Gilson Machado Neto é favorito para o senado



O ex-ministro do Turismo Gilson Machado Neto - e que já teve o nome cotado para ser vice-presidente na chapa de Bolsonaro em 2022 - tem despontado como um forte pré-candidato ao Senado. E, se depender de todos os pontos positivos que o pernambucano traz na bagagem, a única vaga de senador das próximas eleições deve mesmo ficar com ele.

RENOVAÇÃO

Primeiramente, Gilson Machado Neto nunca foi pré-candidato a cargos políticos. Representa o novo, em um confronto direto contra persongens antigos da política do estado de Pernambuco. Que representam antigos projetos, nada trazem de inovação.
Gilson é ficha limpa, nunca deixou nada negativo por onde passou. Ele representará a renovação e a mudança de valores éticos e morais no Senado Federal/Congresso Nacional.

RELACIONAMENTO

O ex-ministro também possui um perfil muito eclético para a atração de votos de vários públicos. Fala sem arrodeiros, vai direto ao ponto. Acessível a todos, não tem protocolo. Machado Neto deve herdar quase a totalidade dos votos dos bolsonaristas no estado. Ele foi considerado o "amuleto" do presidente. Acompanhou Bolsonaro em todos os eventos internacionais importantes. Além disso, grande parte dos evangélicos deve optar pela dobradinha Anderson e Gilson, já que eles são defensores dos valores cristãos e da família. Estão nesta causa irmanados com o presidente Bolsonaro.

CULTURA

Como artista Gilson não é apenas sanfoneiro da banda Brucelose. É cantor e compositor, com mais de 200 músicas registradas no ECAD. Possui bastante penetracao no setor cultural e artístico do País. Como ex-ministro do Turismo, responsável pela Cultura no Brasil, sempre faz defesas veementes de todo o setor. Por exemplo, oficializou o Forró como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

PESQUISAS

Outro fator que deve estar animando o staff do ex-ministro são as pesquisas eleitorais para Senador em Pernambuco. Em meados de maio, Gilson beirava 1% de intenção de votos. Algumas enquetes e muitas andanças depois, Machado Neto apareceu, em junho, com 7%, empatado tecnicamente em 1º lugar, encarando políticos com mandatos e mais tempo “de estrada”.
No caso, mais que os números, o que interessa são as tendências. A de Gilson, sem dúvida, é crescer.

ATÉ OUTUBRO...

Até as eleições, muita água ainda vai rolar debaixo das pontes. Porém, o fato é que o ex-ministro Gilson Machado Neto, em pouco tempo de lançamento da sua pré-candidatura ao Senado, se mostrou não apenas um candidato viável, mas, também, como o que mais dialoga com os importantes segmentos e classes representativas de Pernambuco. É quem fala a língua do povo, o que mais mobiliza. Atrai manifestações de apoio expressivas, espontâneas e entusiasmadas.
Será um senador dos novos tempos, para honrar, bem representar e orgulhar Pernambuco.


* Advogado