Jornal O PODER

Seja bem-vindo ao Jornal O PODER

Política e Mercado

Notícias

21 de jun | Hylda Cavalcanti

CPI da Petrobras - Deputados recolhem assinatura

No público, reuniões, articulações e buscas por assinaturas para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Petrobras. O número é de 173 firmantes. No privado, dúvidas no Palácio do Planalto e entre parlamentares sobre se esta é uma medida correta ou desastrosa para o governo. Este é o cenário da mais recente crise institucional do país, que põe em confronto o Executivo Federal e a estatal.

INVESTIGAÇÕES
O requerimento para instalação da CPI foi apresentado pelo deputado Altineu Cortês (PL-RJ). Ele pede a investigação de diretores e conselhos. Quer detalhes sobre o modelo de gestão da estatal, motivos do endividamento, gerenciamento do passivo, impacto da concessão de benefícios corporativos sobre os preços praticados, modelo tributário dos combustíveis e derivados e efeitos decorrentes de sonegação fiscal.

FOGO AMIGO
Oficialmente, a CPI conta com o apoio de Bolsonaro e sua base. Mas em reservado, o que se sabe é da preocupação de governistas é o temor de que a estratégia funcione como uma espécie de “fogo amigo”, prejudicando a reeleição do presidente. “Ele está determinado e nós, temerosos”, disse um ex-ministro e parlamentar.

CORTINA
O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) afirmou que não se opõe, mesmo num ano eleitoral. Já o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) ponderou que o Congresso “poderia resolver por meio de um projeto, de forma negociada”. Entre os oposicionistas, o líder do PT, Reginaldo Lopes (MG), chamou a estratégia de “uma cortina de fumaça” para esconder o real problema do Governo. No mesmo tom, o coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), David Bacelar, frisou que a CPI “faz parte de um plano para destruir a imagem da empresa”.