Jornal O PODER

Seja bem-vindo ao Jornal O PODER

Política e Mercado

Notícias

13 de mai | Equipe O Poder

Visita do presidente - Aliado de Bolsonaro fica irritado

Ainda repercute a visita do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), à Paraíba. A presença na comitiva presidencial de alguns políticos de oposição ao Palácio do Planalto, causou “ciúme” nos aliados do governo.
O pré-candidato ao senado pelo PL, Bruno Roberto, não gostou da presença de opositores na agenda com o presidente, principalmente do pré-candidato ao senado, Efraim Filho (União Brasil) e do pré-candidato ao governo do estado, Pedro Cunha Lima (PSDB), classificados por Bruno Roberto como oportunistas.

“APROXIMAÇÃO FALSA”

Em entrevista esta semana, Bruno, que se coloca como verdadeiro pré-candidato defensor das pautas de Bolsonaro, alegou que os adversários tentaram uma aproximação falsa, já que não dizem publicamente que apoiam o presidente.
“Me parece que é oportunista sim, tendo em vista que ele não faz a defesa de Bolsonaro e não reconhece esse presidente. Então foi oportunista”, pontuou.

PEDRO REBATE

O pré-candidato ao governo da Paraíba pelo PSDB, deputado federal Pedro Cunha Lima, rebateu as declarações de Bruno Roberto. Pedro afirmou que esteve na obra por considerar legitima a sua visita, ao apontar ainda que a obra em questão, o canal “Vertentes Litorâneas”, em Itatuba, foi licitada na gestão do seu pai, o ex-governador Cássio Cunha Lima.
“Estive presente reconhecendo uma obra do Governo Federal”, disse Pedro.

JUSTIFICATIVA

Segundo ele, foi algo institucional, uma vez que o governo federal havia investido mais de R$ 1 bilhão em uma obra relevante para o povo paraibano.
O deputado lembrou ainda que a obra do Canal das Vertentes Litorâneas foi pensada, concebida, projetada e licitada ainda no governo do seu pai, Cássio Cunha Lima, e que agora teve a conclusão de um primeiro trecho. (SL)