Jornal O PODER

Seja bem-vindo ao Jornal O PODER

Política e Mercado

Notícias

12 de mai | Equipe O Poder

Guerra Rússia X Ucrânia - Finlândia na Otan. E o futuro?

A Finlândia informou hoje que será candidata a aderir à aliança militar ocidental Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) "sem demora", e a Suécia deve seguir o exemplo. A decisão indica que a invasão da Ucrânia pela Rússia provocará a expansão da aliança, o que o presidente russo, Vladimir Putin, pretendia evitar.

PROVOCA IRA EM MOSCOU
A decisão dos dois países nórdicos de abandonar a neutralidade que mantiveram durante a Guerra Fria seria uma das maiores mudanças na segurança europeia em décadas. O anúncio da Finlândia provocou a ira do Kremlin, que o chamou de ameaça direta à Rússia e ameaçou uma resposta.

BEM RECEBIDOS
O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, afirmou que os finlandeses serão "calorosamente recebidos" e prometeu um processo de adesão "suave e rápido". A adesão finlandesa aumentaria tanto a segurança da Finlândia quanto a da Otan, segundo ele.

EXTENSA FRONTEIRA COM A RÚSSIA
A Finlândia e a Suécia são os dois maiores países da União Europeia que ainda não aderiram à Otan. A fronteira de 1.300 quilômetros da Finlândia mais que dobrará a fronteira entre a aliança liderada pelos Estados Unidos e a Rússia, colocando as forças da Otan a algumas horas de carro da periferia norte de São Petersburgo.

CONTINENTE INSEGURO
Questionado se a adesão da Finlândia à Otan representava ameaça direta à Rússia, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse: "Definitivamente. A expansão da Otan não torna nosso continente mais estável e seguro".

À ESPERA DE RESPOSTAS
"Isso não pode deixar de despertar nossa lamentação e é uma razão para respostas simétricas correspondentes do nosso lado", acrescentou, sem especificar as possíveis respostas. Autoridades russas falaram no passado sobre medidas que incluem a possibilidade de posicionar mísseis com armas nucleares no Mar Báltico.


* Com Agências Internacionais