Jornal O PODER

Seja bem-vindo ao Jornal O PODER

Política e Mercado

Notícias

13 de abr | Ubirajara Ramos

Cannabis Ativa - Coluna de Ubirajara Ramos* - Legalização Federal Americana

Na sexta-feira (01/4), acatando duas emendas e rejeitando outra, a Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou o Projeto de Lei MORE – The Marijuana Opportunity Reinvestment and Expungement Act – para a legalização federal da maconha pela segunda vez na história, uma vez que uma versão anterior foi aprovada em 2020, mas foi engavetada no Senado.

QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA
Jerrold Nadler (D-NY), presidente da Comissão de Justiça e autor do Projeto de Lei, abriu o debate dizendo que “O MORE reverteria décadas de políticas federais fracassadas baseadas na criminalização da maconha, que afetou muitas pessoas em todo o país, com um impacto desproporcional nas comunidades negras. Por muito tempo, tratamos a maconha como um problema de justiça criminal, e não como uma questão de escolha pessoal e saúde pública”.

ACABAR A PROIBIÇÃO
Na mesma linha, o presidente da bancada democrata, Hakeem Jeffries (D-NY), acrescentou que com a proibição “Temos um problema de criminalização excessiva na América. Temos um problema de encarceramento em massa. Temos um complexo industrial prisional que não melhora e prejudica o desenvolvimento econômico. Isso arruinou indivíduos, arruinou vidas, arruinou a segurança pública, famílias e comunidades, principalmente nas comunidades negras. É hora de acabar com a proibição federal da Cannabis”.

EXPECTATIVA
Considerando que, segundo o portal Marijuana Moment, há mais de 1.000 projetos de Cannabis, psicodélicos e políticas de drogas nas legislaturas estaduais e no Congresso; e considerando que o presidente Joe Biden concorda que as leis atuais sobre a maconha não estão funcionando, e que foi eleito prometendo reformas, é grande a expectativa sobre o seu pronunciamento a respeito deste Projeto de Lei, que agora vai para o Senado.

INEVITÁVEL
Portanto, não me canso de repetir: “A legalização da maconha, como acreditam 75% dos americanos, é inevitável. E pelo andar da carruagem, quando eles legalizarem, o mundo inteiro acompanha”. Acorda, Brasil!


*Auditor fiscal e ativista pró-liberação da maconha