Jornal O PODER

Seja bem-vindo ao Jornal O PODER

Poltica e Mercado

Notcias

21 de jul | Ubirajara Ramos

COLUNA CANNABIS ATIVA de Ubirajara Ramos- Auditor fiscal e ativista pr-liberao da maconha

ESCLEROSE E MACONHA
Ontem, 20 de julho, foi o Dia do Amigo e do aniversrio de um deles, Gilberto Castro, que tive o prazer de conhecer em dezembro de 2016, na Diboa Tabacaria, em So Paulo, quando do lanamento simultneo do nosso livro T Todo o Mundo Enganado! e da Revista Maconha Brasil # 9, em cuja edio ele foi capa e entrevistado.

MILITNCIA
Gilberto Castro portador de esclerose mltipla. Depois de muito sofrimento, inclusive devido s reaes adversas de drogas legais, na maconha medicinal encontrou alvio para suas dores e o fortalecimento de seu frgil organismo. Associado ACuCa - Associao Cultural Cannbica de So Paulo e designer grfico da Editora Abril, j exps seu caso em diversas situaes palestras, documentrios, sries e entrevistas a fim de fomentar o debate e tornar os tratamentos mdicos acessveis. Hoje, considerado um dos maiores ativistas do Brasil.

ESCLEROSE MLTIPLA
A esclerose mltipla uma doena neurolgica, autoimune, progressiva e incurvel, em que o sistema imunolgico ataca o prprio organismo, causando destruio ou danos permanentes no sistema nervoso, afetando a comunicao entre o crebro e o resto do corpo. Dentre os sintomas, geralmente esto presentes: fraqueza muscular, tremor, cansao ou perda do controle dos movimentos e da capacidade de andar ou falar. Mal-estar e dor. Muita dor!

DIAGNSTICO
Gilberto Castro recebeu o diagnstico de esclerose mltipla aos 26 anos. Na poca, o mdico disse que em cerca de 10 anos ele no conseguiria andar. Os corticoides que tomava no faziam o efeito necessrio. Apavorado, procurou vrios especialistas, at que um deles lhe sugeriu que experimentasse a maconha.

VIDA NORMAL
Fazendo uso dirio dos extratos da maconha, fumando ou vaporizando, ele chegou aos 48 anos de idade e consegue realizar todas as atividades que necessita. Segundo ele, a maconha medicinal reduziu os sintomas sem trazer efeitos colaterais. o nico remdio que lhe garante uma vida normal. E diz: Na verdade, j se sabe hoje, quem t contra isso da so mdicos que tm algum interesse em cima da proibio ou so burros, n?
Parabns!